13.12.07

A histérica na minha vida

Ao longo dos anos, pelo menos do final da adolescência em diante, fui (como suponho aconteça basicamente com toda a gente) mudando de locais, de trabalhos, de amigos, etc., ie, fui crescendo. No entanto descobri uma constante na minha vida. Há sempre uma puta duma histérica. Se uma sai da minha vida, é uma questão de DIAS até aparecer outra histérica. Eu sou extremamente calmo, e lógico (excepto no que toca ao amor pronto, sue me) e tenho um sangue frio IMENSO, até posso estar fodidíssimo, mas é a maior calma que deixo transparecer - só percebe quem me conhece muito bem er, uma pessoa portanto. Não suporto a histeria infundada das pessoas, pah, ok se é uma situação horrível, um GRANDE PROBLEMA, justifica-se a histeria. É até saudável, tipo a revolução, ocorre em determinados momentos e contextos, resolve-se e passa, não é para ser uma forma de estar na vida. No entanto, está sempre presente a amiga histérica (aka: a vítima). Para quem um não problema é uma tragédia, para quem o e se é a maior das garantias que vai acontecer - tipo, *torci o pé* "ai, antes de apalpar o pé a ver se ta a doer sequer vou imaginar como é que eu vou conseguir viver se me tiverem de amputar o pé, ai a tragédia, porquê eu, porquê eu"? Tudo está contra elas: o autocarro vinha muito cheio para irritar, o dia amanheceu nublado para irritar, havia uma criança a chorar para irritar, vida não corre bem porque está contra ela! É isso mesmo, o mundo está contra vocês e não vos deixa ser feliz, o mundo tem uma consciência colectiva cuja missão é infernizar-vos a vida, e nem é tipo com um tumor ou assim, nãaaaao, é tipo com uma gota de chuva que vos caiu no pescoço e vos estragou A SEMANA. Meu Deus, não se enganem e pensem que é por se armarem em vítimas e estarem à espera da mínima e mais estúpida das circunstâncias, para justificar o facto de serem umas preguiçosas inertes da merda.

E não tem problema nenhum - por mim até podem ter sexo nasal com um espargo. Mas porque é que as histéricas da merda se dedicam a querer convencer as outras pessoas de que são umas vítimas, porque é que estão todas tão ávidas de abocanhar qualquer ouvido atento com as suas tragédias que estão para a Tragédia como o peido está para a bomba atómica?

A Cassandra ao menos tinha razões de queixa.


P.S.- Cara próxima histérica na minha vida, podes por favor não voltar a ser uma pessoa com quem moro? pretty please?

P.P.S. - YA é este post é o meu momento de histeria, retomaremos a transmissão normal dentro de momentos.

No comments: